A conferência de mercadorias é uma conduta abusiva?

25/04/2011 19:01

Vem se tornando comum, especialmente em grandes redes atacadistas, a conferência das mercadorias após a passagem pelo caixa.
Tal situação, entretanto, por mais incômoda que possa parecer, não é considerada abusiva, e consequentemente, não gera dano ao consumidor.

Esse é o entendimento recente, julgado pelo Superior Tribunal de Justiça, ao analisar uma situação em uma Ação Civil Pública promovida contra uma grande rede atacadista, onde se discutiu, justamente, o desconforto dos consumidores, e a obrigação injusta ao passar pela conferência das mercadorias. 

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça entendeu que ante as dificuldades da vida moderna, as próprias características das relações comerciais impõem aos grandes estabelecimentos, a utilização de equipamentos e sistemas de segurança, compreendidos e aceitos pela maioria dos consumidores, visando a vigilância e proteção do patrimônio, sem que se possa cogitar de má-fé do fornecedor. 

Esse julgamento se coaduna com outros julgados do próprio Superior Tribunal de Justiça, no sentido de que meros aborrecimentos no cotidiano não geram dano.

É claro, que a conferência deve ser realizada exclusivamente nas mercadorias, de forma comedida e sem excessos, pois o excesso, ainda que em forma de simples solicitação de revista de bolsa na presença de outras pessoas, pode vir a gerar o dano moral.  

Dr. Wagner Bini é advogado do escritório Bini Advogados de Piracicaba.

consumidormoderno.uol.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3560:a-conferencia-de-mercadorias-e-uma-conduta-abusiva&catid=67:legislacao&Itemid=98

Fonte e créditos: Consumidor Moderno

 

Atenção: Grande parte do conteúdo divulgado no Blog é oriundo do trabalho realizado pelas Assessorias de imprensa, Marketing, Publicidade e outras áreas das companhias/instituições/associações e afins. Em respeito e direito aos trabalhos, ideias, conteúdos e idealizadores, todo o conteúdo recebido é divulgado na íntegra, ou seja, sem alterações. Em respeito ao desejo do autor e idealizadores, os conteúdos divulgados aqui podem ser excluídos. Para isso, é necessário a formalização do pedido com as informações necessárias de identificação, através do e-mail blogdocallcenter@uol.com.br  O mesmo vale para conteúdos que foram compartilhados de sites/Blog´s, onde sempre cito a fonte, concedo os créditos e divulgo o link de origem da extração da matéria. Caso o autor/idealizador discorde do compartilhamento aqui no Blog, basta formalizar sua solicitação com as informações necessárias, através do e-mail blogdocallcenter@uol.com.br 

Contato

Blog do Call Center São Paulo - SP - Brasil contato@blogdocallcenter.com.br