Compras coletivas: uma febre que veio para ficar

01/03/2011 09:23

O esquema das compras coletivas surgiu nos estados Unidos, numa época de crise financeira, para alavancar o movimento de estabelecimentos comerciais que há muito estavam perdendo e fechando as portas. Os descontos mostraram-se positivos para quem compra e também para quem vende. O anunciante tem a oportunidade de mostrar seu produto de forma massiva e consegue trazer o público para seu estabelecimento.

Para os consumidores, sobram vantagens em comprar produtos e serviços com grandes descontos. Especialmente num momento como agora, com alta na inflação, os sites de compras coletivas permitem às pessoas continuar usufruindo de opções de lazer e serviços com preços bem mais acessíveis.

Por todas essas vantagens, o mercado está bastante aquecido no país. A cada dia são mais e mais pessoas querendo anunciar e novos sites também surgem aos montes. Trata-se de um mercado novo, que ainda não alcançou o país por inteiro, e cujos resultados mais expressivos concentram-se ainda nas grandes cidades.

Nem tudo, porém, são flores. Muitos clientes já se depararam com estabelecimentos que não estavam preparados para a demanda, e acabaram pecando na qualidade do serviço.

Para os consumidores, portanto, é necessário estar atento às regras impostas por cada site e anunciante e ler com muita atenção cada oferta antes de comprar, buscando sites confiáveis e bem recomendados.

Para os anunciantes, é importante se unir a sites profissionalizados, que tenham uma equipe de atendimento eficiente, que possa orientá-lo para uma experiência realmente bem sucedida. No O Barato da Cidade, por exemplo, procuramos fazer ofertas com anunciantes que realmente obtenham um bom retorno ao oferecer seu serviço ou produto. Temos uma preocupação grande também em saber como será a oferta, se o comerciante realmente tem estrutura para atendê-la e todos os detalhes envolvidos, para que toda promoção corra bem.

Estamos no início de um novo mercado e a concorrência é grande. Como todo mercado, ele passará por um período de ajustes, em que apenas as empresas confiáveis e competentes conseguirão permanecer, cada uma buscando mostrar seus diferenciais, usando estratégias bastante focadas no perfil de cada público.

Não acredito que haja um único principal beneficiado neste cenário. O consumidor paga menos, conhece novos lugares, mas a empresa, além de trazer as pessoas para dentro do seu estabelecimento o que, por si só, já é um grande desafio, ganha a divulgação da sua marca nos meios em que o site costuma divulgar suas promoções.

A tendência para o mercado é de crescimento e, na sequência, consolidação. Nossa crença é que as compras coletivas vão se tornar um hábito do consumidor brasileiro e uma ferramenta cotidiana importante para somar bons resultados aos empresários e anunciantes.

* Autor: Henrique Campagnolli, especialista em e-commerce, diretor comercial do site “O Barato da Cidade”.

consumidormoderno.uol.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3322:compras-coletivas-uma-febre-que-veio-para-ficar&catid=58:tendencias&Itemid=81

 

Atenção: Grande parte do conteúdo divulgado no Blog é oriundo do trabalho realizado pelas Assessorias de imprensa, Marketing, Publicidade e outras áreas das companhias/instituições/associações e afins. Em respeito e direito aos trabalhos, ideias, conteúdos e idealizadores, todo o conteúdo recebido é divulgado na íntegra, ou seja, sem alterações. Em respeito ao desejo do autor e idealizadores, os conteúdos divulgados aqui podem ser excluídos. Para isso, é necessário a formalização do pedido com as informações necessárias de identificação, através do e-mail blogdocallcenter@uol.com.br  O mesmo vale para conteúdos que foram compartilhados de sites/Blog´s, onde sempre cito a fonte, concedo os créditos e divulgo o link de origem da extração da matéria. Caso o autor/idealizador discorde do compartilhamento aqui no Blog, basta formalizar sua solicitação com as informações necessárias, através do e-mail blogdocallcenter@uol.com.br  O Blog do Call Center também não possui nenhuma responsabilidade sobre a veracidade das informações, cabendo ao discordante, entrar em contato diretamente com o responsável pelo artigo/notícia, através do link informado na matéria/artigo/notícia.

Contato

Blog do Call Center São Paulo - SP - Brasil contato@blogdocallcenter.com.br