Série retrata cotidiano do call center

08/02/2011 15:30

Outsourced mostra o dia-a-dia de um call center indiano que atende clientes norte-americanos. Diferenças culturais dão o tom para as situações cômicas

Como você se sentiria chegando ao trabalho e vendo que todos os seus funcionários foram demitidos e o atendimento ao cliente transferido para outro país? Quer mais? Você seria o responsável pelo treinamento dos novos agentes e teria que se mudar para a Índia.

Essa é a cena inicial da série Outsourced, exibida pelo canal NBC (a séria continua inédita no Brasil), nos Estados Unidos, que mostra as dificuldades de Todd Dempsy, que é transferido para a Índia com a função de formar novos agentes de telemarketing e vender produtos como carteiras feitas de bacon.

Se por um lado mostra que existe mercado para qualquer produto, por outro, a série demonstra com exatidão as dificuldades que uma pessoa "do outro lado do mundo" tem para entender os costumes "ocidentais".

Apesar de apostar em estereótipos, como da moça que vem de casta inferior e é descrimidada pelos outros fluncionários, o sub-gerente que faz o possível para passar a perna no chefe ou o indiano apaixonado pela cultura norte-americana, a série mostra, de forma um pouco mais leve, as dificuldades enfrentadas pelos agentes.

Metas absurdas, clientes mal educados, produtos inúteis, a falta de conhecimento na língua do cliente (no caso do atendimento a um cliente estrangeiro). Situações que, em maior ou menor grau, ocorrem em qualquer célula de atendimento.

Da mesma forma, a série mostra como o call center conseguiu mudar algumas "regras".  Na Índia, uma mulher "de família" jamais poderia pensar em trabalhar à noite, mas é aceito que ela trabalhe em um call center no período noturno. As castas também foram "abolidas" nos call centers indianos. Ali, é um dos poucos lugares em que pessoas de castas diferentes convivem em quase harmonia. Além disso, o salário é relativamente mais alto que o de outras profissões, criando uma nova classe social, antenada com os costumes ocidentais e, em alguns casos, ávida por consumir os mesmos produtos vendidos em seu trabalho.

E no Brasil? Como você vê a imagem do profissional de call center no país?

www.portalcallcenter.com.br/seu-espaco/variedades/serie-retrata-cotidiano-do-call-centerhttp://www.portalcallcenter.com.br/seu-espaco/variedades/serie-retrata-cotidiano-do-call-center

Fonte e créditos: Portal Call Center

Atenção: Grande parte do conteúdo divulgado no Blog é oriundo do trabalho realizado pelas Assessorias de imprensa, Marketing, Publicidade e outras áreas das companhias/instituições/associações e afins. Em respeito e direito aos trabalhos, ideias, conteúdos e idealizadores, todo o conteúdo recebido é divulgado na íntegra, ou seja, sem alterações. Em respeito ao desejo do autor e idealizadores, os conteúdos divulgados aqui podem ser excluídos. Para isso, é necessário a formalização do pedido com as informações necessárias de identificação, através do e-mail blogdocallcenter@uol.com.br  O mesmo vale para conteúdos que foram compartilhados de sites/Blog´s, onde sempre cito a fonte, concedo os créditos e divulgo o link de origem da extração da matéria. Caso o autor/idealizador discorde do compartilhamento aqui no Blog, basta formalizar sua solicitação com as informações necessárias, através do e-mail blogdocallcenter@uol.com.br 

Contato

Blog do Call Center São Paulo - SP - Brasil contato@blogdocallcenter.com.br