A moda das fusões: Droga Raia e Drogasil

30/07/2011 10:38

 

Mais duas grandes redes paulistas, agora do ramo farmacêutico, a Droga Raia e a Drogasil, estão negociando a possibilidade de se tornarem uma só. A princípio as duas alegam que o objetivo da fusão é ultrapassar a parceria entre a Drogaria São Paulo e o Drogão (com 4,8% do mercado) e liderar no segmento, hoje dominado pela Pague Menos (primeira no setor, com 5,4% do mercado).

 

Juntas, a Droga Raia e a Drogasil somariam R$ 4 bilhões no faturamento anual e dominariam o mercado, com 9,5%. Detalhe: só no ano passado esse segmento movimentou quase R$ 43 bilhões, segundo a consultoria internacional Euromonitor.

A questão é que uma fusão como essa pode pesar no bolso do consumidor, ao pagar uma conta mais alta no preço dos seus medicamentos. Para Denise Von Poser, professora de comunicação com o mercado na pós-graduação da ESPM, essa estratégia é um tipo de tendência que deverá acontecer com mais frequência entre as marcas, produtos e serviços daqui para frente. “Enxugar nomes ou diminuir marcas no mercado acaba causando uma falsa sensação de que a oferta não é tão grande para o consumidor. Por outro lado, para as empresas as fusões rendem mais lucratividade ao aumentar suas participações no bolso do cliente”, explica.

Além disso, ela ressalta que como a negociação ainda não foi fechada, a suposta fusão também se aproveita das especulações do mercado. “É nessa fase que por incrível que pareça as coisas acontecem de maneira tangível”, completa Denise.

E realmente o mercado já está se movendo apenas com os rumores da negociação. Um exemplo é que as ações de ambas as empresas tiveram uma forte alta no pregão do último dia 25. Os papéis da Drogasil avançaram 10,32%, fechando a R$ 11,86, enquanto os da Droga Raia tiveram uma valorização de 5,26%, terminando o dia a R$ 28.

E não para por aí. Caso a fusão realmente ocorra, as duas empresas assumirão a liderança nacional também em quantidade de lojas. Serão cerca de 700 pontos de venda espalhados por muitos estados do País. A maior parte deles concentrados em São Paulo, onde as duas bandeiras somam cerca de 480 unidades.

Caso o negócio venha mesmo a ser concretizado ainda terá de passar pela aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão de defesa da livre concorrência no mercado brasileiro.

 

www.cmnovarejo.com.br/inovacao/tendencias/1708-a-moda-das-fusoes-drogaria-e-drogasil

Fonte e créditos: NOVAREJO

Atenção: Grande parte do conteúdo divulgado no Blog é oriundo do trabalho realizado pelas Assessorias de imprensa, Marketing, Publicidade e outras áreas das companhias/instituições/associações e afins. Em respeito e direito aos trabalhos, ideias, conteúdos e idealizadores, todo o conteúdo recebido é divulgado na íntegra, ou seja, sem alterações. Em respeito ao desejo do autor e idealizadores, os conteúdos divulgados aqui podem ser excluídos. Para isso, é necessário a formalização do pedido com as informações necessárias de identificação, através do e-mail blogdocallcenter@uol.com.br  O mesmo vale para conteúdos que foram compartilhados de sites/Blog´s, onde sempre cito a fonte, concedo os créditos e divulgo o link de origem da extração da matéria. Caso o autor/idealizador discorde do compartilhamento aqui no Blog, basta formalizar sua solicitação com as informações necessárias, através do e-mail blogdocallcenter@uol.com.br  O Blog do Call Center também não possui nenhuma responsabilidade sobre a veracidade das informações, cabendo ao discordante, entrar em contato diretamente com o responsável pelo artigo/notícia, através do link informado na matéria/artigo/notícia.

Contato

Blog do Call Center São Paulo - SP - Brasil contato@blogdocallcenter.com.br