Tarifas bancárias: diferenças entre pacotes padronizados pode chegar a 62%, revela Procon-SP

06/07/2011 14:50

Pesquisa de valores de tarifas bancárias realizada pela Fundação Procon-SP revela que a diferença de valor entre os pacotes padronizados
de tarifas pode chegar a 61,90%. O menor valor praticado foi de R$ 10,50 pelo Banco Itaú e o maior, de R$ 17,00 pelo Banco Safra.
 
A pesquisa, feita com o objetivo de verificar a evolução das tarifas bancárias, analisou e comparou as tabelas de serviços prioritários e de
pacote padronizado vigentes em 03/05/10 com as praticadas em 16/05/11 de sete instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, CEF, HSBC, Itaú, Safra e Santander. As tabelas foram coletadas nos próprios sites das instituições financeiras.

Na comparação entre os pacotes padronizados praticados em 16/05/11 e 03/05/10, verificou-se que a Caixa Econômica Federal e o Banco Itaú
mantiveram o mesmo valor, o Banco do Brasil aumentou o valor do pacote e as demais instituições reduziram.

Banco do Brasil, de R$ 13,00 para R$ 13,50, aumento de 3,85%;
Bradesco, de R$ 14,50 para R$ 12,50, queda de -13,79%;
CEF, manteve o valor de R$ 15,00;
HSBC, de R$ 17,00 para R$ 13,50, queda de -20,59%;
Itaú, manteve o valor de R$ 10,50;
Safra, de R$ 20,00 para R$ 17,00, queda de -15,00%;
Santander, de R$ 18,00 para R$ 14,00, queda de -22,22%.

Na comparação entre os pacotes padronizados dos sete bancos analisados, a média em 16/05/11 foi de R$ 13,71 e a média em 03/05/10 foi de R$ 15,43, significando uma redução de 11,11%.

Cartão de crédito

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu através da Resolução nº 3.919 de 25 de novembro de 2010 substituir com pequenos ajustes, as regras atualmente em vigor das tarifas bancárias, e criou novas regras para cartões de crédito.

Pelas novas regras de tarifas de cartão de crédito, em vigor desde 01/06/11, é admitida a cobrança de cinco tarifas, tanto para cartões
básicos, quanto para os diferenciados: anuidade – cartão básico (Nacional e Internacional); fornecimento de 2ª via do cartão com função crédito;
utilização de canais de atendimento para retirada em espécie na função saque; pagamento de contas utilizando a função crédito; avaliação
emergencial do limite de crédito.

O levantamento analisou e comparou três serviços, das sete instituições financeiras com base nos dados coletados em 06/06/11:

Serviço: Anuidade - cartão básico Nacional
Maior valor cobrado: R$ 60,00 (Santander)
Menor valor cobrado: R$ 45,00 (Banco do Brasil e CEF)
Diferença % (maior / menor valor): 33,33%
Valor médio: R$ 50,80

Serviço: Fornecimento de 2ª via de cartão com função crédito
Maior valor cobrado: R$ 10,00 (Itaú)
Menor valor cobrado: R$ 5,00 (CEF e Santander)
Diferença % (maior / menor valor): 100,00%
Valor médio: R$ 7,32

Serviço: Avaliação Emergencial de Crédito Banco Safra não cobra pelo serviço e os demais Bancos cobram a mesma tarifa: R$ 15,00

Dicas ao consumidor:

Verifique se os serviços essenciais gratuitos atendem as suas necessidades, antes de optar por um pacote;
Nas compras pela internet verifique sempre se o site que está acessando possui segurança antes de informar seus dados e o número do cartão. Evite fazer transações em computadores públicos e em sites desconhecidos;

Saques em terminais de autoatendimento em intervalo de até trinta minutos são considerados como um único evento;

É proibida a remessa do cartão de crédito ao domicílio do consumidor sem a sua prévia solicitação. Caso isso ocorra o cartão não deve ser
utilizado, o consumidor deve entrar em contato com a instituição que emitiu o cartão para registrar a ocorrência e solicitar o seu cancelamento;

Procure quitar o valor total da fatura no vencimento. O atraso acarretará cobrança de multa, juros e encargos contratuais. Pagar somente o valor
mínimo da fatura acarretará cobrança de juros;


O não recebimento da fatura não isenta o consumidor do pagamento do cartão de crédito no vencimento, o consumidor deve entrar em contato com
a administradora e solicitar orientação para efetuar o pagamento;

Na abertura de conta corrente ou contratação de qualquer outro serviço junto a uma instituição financeira, não existe a obrigação da aquisição
de um cartão de crédito. Essa exigência é considerada venda casada e proibida pelo Código de Defesa do Consumidor;

O pagamento com cartão de crédito é considerado pagamento à vista, portanto, o lojista não pode exigir diferença no valor da mercadoria para
quem paga com cartão de crédito ou outro meio. Toda promoção efetuada para pagamento em dinheiro vale também para cartão de crédito.

Mais dados sobre a pesquisa podem sem consultados no anexo. (See attached file: Relatório Pesquisa Tarifas Bancárias (para divulgação).pdf)

04/07/2011
Assessoria de imprensa
Procon-SP
3824-7279 / 7168 / 7301

Atenção: Grande parte do conteúdo divulgado no Blog é oriundo do trabalho realizado pelas Assessorias de imprensa, Marketing, Publicidade e outras áreas das companhias/instituições/associações e afins. Em respeito e direito aos trabalhos, ideias, conteúdos e idealizadores, todo o conteúdo recebido é divulgado na íntegra, ou seja, sem alterações. Em respeito ao desejo do autor e idealizadores, os conteúdos divulgados aqui podem ser excluídos. Para isso, é necessário a formalização do pedido com as informações necessárias de identificação, através do e-mail blogdocallcenter@uol.com.br  O mesmo vale para conteúdos que foram compartilhados de sites/Blog´s, onde sempre cito a fonte, concedo os créditos e divulgo o link de origem da extração da matéria. Caso o autor/idealizador discorde do compartilhamento aqui no Blog, basta formalizar sua solicitação com as informações necessárias, através do e-mail blogdocallcenter@uol.com.br  O Blog do Call Center também não possui nenhuma responsabilidade sobre a veracidade das informações, cabendo ao discordante, entrar em contato diretamente com o responsável pelo artigo/notícia, através do link informado na matéria/artigo/notícia.

Contato

Blog do Call Center São Paulo - SP - Brasil contato@blogdocallcenter.com.br