Taxas de juros apresentam elevação nesse mês, constata Procon-SP

13/07/2011 13:04

As taxas médias de juros do cheque especial e do empréstimo pessoal apresentaram elevação esse mês. Pesquisa feita pela Fundação Procon-SP revela que o juros do empréstimo pessoal teve elevação de 0,11 ponto percentual em relação à junho e o do cheque especial, de 0,02.

Das sete instituições da amostra, três elevaram suas taxas de empréstimo pessoal e três elevaram suas taxas de cheque especial. Tomando-se como base o mês de dezembro do ano passado, o empréstimo pessoal já acumulou aumento de 0,44 ponto percentual neste ano; o aumento do cheque especial foi de 0,43 ponto percentual.

Cheque Especial: a taxa média dos bancos pesquisados foi de 9,55% a.m., superior a do mês anterior que foi de 9,53% a.m., o que significa um
acréscimo de 0,02 ponto percentual.

As altas verificadas nas taxas de cheque especial foram: Banco do Brasil – alterou de 8,37% para 8,49% a.m., o que significa um
acréscimo de 0,12 ponto percentual, representando uma variação positiva de 1,43% em relação à taxa de junho; Bradesco – alterou de 8,85% para 8,87% a.m., acréscimo de 0,02 ponto percentual, representando uma variação positiva de 0,23% em relação à taxa de junho;
Itaú – alterou de 8,99% para 9,01% a.m., acréscimo de 0,02 ponto percentual, representando uma variação positiva de 0,22% em relação à taxa
de junho.

Os demais bancos mantiveram suas taxas de cheque especial. Empréstimo Pessoal: a taxa média dos bancos pesquisados foi de 5,71% a.m.,
superior a do mês anterior que foi de 5,60% a.m., o que significa um acréscimo de 0,11 ponto percentual.

As altas verificadas nas taxas de empréstimo pessoal foram: Caixa Econômica Federal – alterou de 4,95% para 5,45% a.m., o que significa
um acréscimo de 0,50 ponto percentual, representando uma variação positiva de 10,10% em relação à taxa de junho; Bradesco – alterou de 6,10% para 6,32% a.m., acréscimo de 0,22 ponto percentual, representando uma variação positiva de 3,61% em relação à taxa de junho;
Itaú – alterou de 6,41% para 6,43% a.m., acréscimo de 0,02 ponto percentual, representando uma variação positiva de 0,31% em relação à taxa
de junho.

Os demais bancos mantiveram suas taxas de empréstimo pessoal.

A pesquisa de taxas de juros, efetuada pela equipe da fundação no dia 05 deste mês, envolveu as instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander.

Considerando que existe a possibilidade de variação da taxa do empréstimo pessoal em função do prazo do contrato, foi estipulado o período de 12
meses, já que todos os bancos pesquisados trabalham com este prazo. Vale lembrar, também, que os dados coletados referem-se às taxas máximas pré-fixadas para clientes não preferenciais, independente do canal de contratação, sendo que para o cheque especial foi considerado o período de 30 dias.

São diversas as razões que levam as pessoas a não pagarem em dia seus compromissos financeiros, mas não há dúvida de que um bom planejamento do orçamento doméstico é o primeiro passo para uma vida financeira sem sobressaltos. O limite do cheque especial deve ser utilizado para situações emergenciais e de curto prazo, pois as taxas estão entre as mais altas do mercado. Antes de contratar empréstimo pessoal é necessária a avaliação de sua real necessidade, de todos os custos envolvidos na contratação e da capacidade de pagamento das parcelas.

As autoridades monetárias continuam perseguindo a meta de inflação oficial do governo, que é de 4,5%, com desvio de dois pontos percentuais para cima e para baixo. Em maio de 2011, a inflação teve o terceiro mês seguido de queda, mas o valor acumulado para doze meses está acima da meta oficial. Em linha com as expectativas do mercado, na reunião ocorrida nos dias 07 e 08 de junho, o COPOM – Comitê de Política Monetária do Banco Central decidiu elevar a taxa Selic em 0,25 ponto percentual, de 12,00% para 12,25% ao ano.

O aumento dos juros é parte do trabalho iniciado no final de 2010 para esfriar a economia e controlar a inflação. As preocupações do COPOM estão
basicamente nas incertezas quanto ao comportamento da inflação para os próximos meses, no grau de desaceleração da economia e na complexidade que envolve o ambiente internacional. A desaceleração constatada no primeiro trimestre deste ano, e que deve se intensificar no segundo, ainda é desequilibrada, afetando mais a indústria do que o setor de serviços.

Apesar da divulgação do PIB (Produto Interno Bruto) do primeiro trimestre ter apontado para um recuo do consumo, os dissídios salariais do terceiro
trimestre e o aumento do salário mínimo no ano que vem causam preocupação, na medida em que podem representar aumento da procura de bens e serviços e maior pressão sobre os preços.

Ainda é cedo para dizer se os juros vão recuar no segundo semestre, por este motivo o consumidor deve ficar atento na hora de contratar um
empréstimo pessoal ou utilizar o limite do cheque especial. De acordo com dados divulgados pelo SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), a inadimplência do consumidor brasileiro registrou alta de 8,21% em maio, na comparação com o mesmo período do ano passado. De janeiro a maio de 2011, o indicador de inadimplência calculado pela Serasa Experian acumulou alta de 20%. O indicador Serasa de inadimplência mostra, ainda, que o “calote” em maio foi puxado pelas dívidas vencidas com os bancos.

12/07/2011
Assessoria de imprensa
Procon-SP
3824-7168 / 6967 / 7278 

Atenção: Grande parte do conteúdo divulgado no Blog é oriundo do trabalho realizado pelas Assessorias de imprensa, Marketing, Publicidade e outras áreas das companhias/instituições/associações e afins. Em respeito e direito aos trabalhos, ideias, conteúdos e idealizadores, todo o conteúdo recebido é divulgado na íntegra, ou seja, sem alterações. Em respeito ao desejo do autor e idealizadores, os conteúdos divulgados aqui podem ser excluídos. Para isso, é necessário a formalização do pedido com as informações necessárias de identificação, através do e-mail blogdocallcenter@uol.com.br  O mesmo vale para conteúdos que foram compartilhados de sites/Blog´s, onde sempre cito a fonte, concedo os créditos e divulgo o link de origem da extração da matéria. Caso o autor/idealizador discorde do compartilhamento aqui no Blog, basta formalizar sua solicitação com as informações necessárias, através do e-mail blogdocallcenter@uol.com.br  O Blog do Call Center também não possui nenhuma responsabilidade sobre a veracidade das informações, cabendo ao discordante, entrar em contato diretamente com o responsável pelo artigo/notícia, através do link informado na matéria/artigo/notícia.

Contato

Blog do Call Center São Paulo - SP - Brasil contato@blogdocallcenter.com.br